Proteção Radiológica || Proteção radiológica em tomografia
Blog

Proteção radiológica em tomografia

Proteção radiológica em tomografia

A Tomografia Computadorizada é um exame que faz o uso da radiação ionizante muitíssimo utilizado para o diagnóstico de inúmeros problemas de saúde.

A contaminação com essa radiação precisa ser evitada, e para isso alguns métodos para garantir a proteção radiológica em tomografias são adotados.

Esse exame de imagem costuma ser indicado quando há suspeitas de fraturas ou tumores. Quando todos os cuidados para a radioproteção são tomados de maneira adequada, seus benefícios para a medicina humana e veterinária superam os riscos.

A Tomografia Computadorizada é rápida e bem menos invasiva que uma cirurgia exploratória, por exemplo.

Vamos ver quais são esses métodos que precisam ser empregados para a proteção radiológica em tomografia no artigo de hoje. Acompanhe.

Cálculo de blindagem

A primeira medida de proteção radiológica em tomografia que precisa ser tomada é o cálculo de blindagem. Ele precisa ser feito por profissional habilitado antes mesmo da montagem da sala do exame.

Esse cálculo reunirá várias informações necessárias para a máxima proteção, como por exemplo qual o melhor material para a blindagem e quais os outros itens e equipamentos deverão ser usados tanto pelo profissional quanto pelo paciente e possíveis acompanhantes.

O cálculo de blindagem determina o material das paredes e qual fator de blindagem este material deve ter. A massa ou argamassa baritada é bastante utilizada para esse fim.

As portas também devem ser blindadas com chumbo e contar com visor radiológico, dessa forma o operador do equipamento consegue ter uma visão do paciente e pode impedir a entrada e saída inadequada de pessoas na sala.

Levantamento radiométrico

Outra medida de proteção radiológica em tomografia é o levantamento radiométrico ou radiometria. Nele os profissionais medem as doses de radiação presentes nas áreas próximas ou conectadas à sala do exame e também nos outros equipamentos.

Esse levantamento é essencial, pois muitas vezes os aparelhos acabam descalibrando e fazendo com que os resultados dos exames não sejam satisfatórios. 

Isso pode fazer com que eles tenham que ser repetidos e os pacientes e funcionários tenham que ser expostos novamente à radiação desnecessariamente.

Uso de EPIs 

A proteção radiológica em tomografias também é feita através de EPI radiologia, ou seja, equipamentos de uso individual. 

O uso deles é obrigatório. avental de chumbo, avental plumbífero, óculos com equivalência em chumbo, protetores de gônadas e de tireóide, etc., são alguns deles. É importante que eles sejam testados para medir suas eficácia. 

Empresa de Proteção Radiológica

A Proteg é uma empresa referência em radioproteção. Fornecemos treinamento para equipes que trabalham com a operação desse exame, aumentando ainda mais a proteção radiológica em tomografia.

Além disso, realizamos com excelência o cálculo de blindagem e o levantamento radiométrico para que você possa otimizar a segurança de seus pacientes e funcionários antes mesmo de iniciar a realização dos exames.

Saiba tudo sobre a importância da proteção radiológica lendo este outro artigo do nosso blog. 

E se ainda tiver qualquer dúvida sobre o assunto, entre em contato com a Proteg. Estamos pronto para te ajudar.