Proteção Radiológica || Blindagem contra radiação: entenda o que é e sua importância
Blog

Blindagem contra radiação: entenda o que é e sua importância

Blindagem contra radiação: entenda o que é e sua importância

Uma das formas mais comuns de se evitar a contaminação em clínicas, hospitais, laboratórios, consultórios e demais estabelecimentos que realizam exames por imagem é a blindagem contra radiação.

Neste post vamos explicar o que é a blindagem radiológica e a sua importância. Acompanhe para saber mais.

O blindagem contra radiação e qual a sua importância?

A blindagem consiste em qualquer proteção física. Já a blindagem contra radiação especificamente é feita para barrar os raios do tipo ionizante, que possuem uma energia muito alta.

Essa é uma medida obrigatória, regulamentada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) na portaria federal n° 453/98. 

A radiação não ionizante, que possui energia relativamente baixa, é aquela que está normalmente ao nosso redor, como as ondas eletromagnéticas de rádio, som e calor.

Por sua vez, a radiação ionizante é a empregada nos exames de diagnóstico por imagem como raio X, tomografia, etc. 

Ela é de de grande uso para a medicina humana e veterinária, facilitando a identificação e tratamento de inúmeros problemas, tais como fraturas, tumores, etc.

O problema da radiação ionizante é que dependendo da dosagem e do tempo de exposição ela pode provocar sérios danos à saúde.

Sem algum tipo de blindagem contra a radiação, ela é capaz de ser absorvida pelo organismo podendo causar alterações no DNA e em consequência disso problemas de saúde muito sérios, como tumores, catarata, esterilidade, etc. 

A blindagem se torna extremamente importante para a proteção de pacientes, acompanhantes e principalmente dos profissionais que trabalham operando os aparelhos, já que a exposição nesses casos é mais frequente. 

Como a blindagem é feita?

Um dos materiais mais conhecidos utilizados na blindagem contra a radiação é o chumbo. 

Ele pode estar presente nas mantas protetoras ou lençol de chumbo, portas, biombos, visores radiológicos e em vários outros equipamentos de proteção radiológica.

O ferro e o concreto também podem servir de barreira para os raios ionizantes. 

O fator de blindagem contra radiação deve ser determinado através do cálculo de blindagem, que é capaz de medir a dosagem emitida pelos aparelhos em uma sala. 

Blindagem contra radiação nos EPIs

A blindagem contra radiação não é feita apenas nas paredes, portas, biombos, janelas, visores, etc. Ela também é necessária em muitos equipamentos menores, ou seja, nos EPIs Radiologia – Equipamentos de Proteção Individual.

São os itens que precisam ser obrigatoriamente usados por pacientes, operadores das máquinas, acompanhantes quando necessários e qualquer outra pessoa que precise se expor à radiação ionizante durante exames de imagem. 

Os EPIs mais comuns são os óculos com equivalência em chumbo, avental de chumbo, avental plumbífero, protetores de gônadas e de tireoide. 

Se você precisa saber mais sobre a blindagem contra a radiação e qual a melhor maneira de garantir a proteção radiológica, entre em contato com a Proteg. Somos uma empresa especializada em radioproteção.

Leia também sobre a importância da proteção radiológica.

Fornecemos serviços de treinamentos, cálculo de blindagem, levantamento radiométrico, assessoria em Programa de Garantia de Qualidade em Radiologia, entre outros.