Proteção Radiológica || PGQ: Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico
Blog

PGQ: Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico

PGQ: Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico

A área dos diagnósticos por imagem está sempre em evolução, buscando trazer cada vez mais eficiência nos resultados e segurança para os pacientes e pessoas que trabalham com os aparelhos. Esse pensamento originou o PGQ: Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico.

São uma série de medidas e ações que juntas são empregadas para elevar a segurança a um nível cultural e padronizado, pois a importância da proteção radiológica é muito alta.  

Origem do PGQ: Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico

Os programas de garantia de qualidade foram implementados primeiramente no estado de São Paulo em 1994 com a Resolução Estadual SS-625/94. 

Os resultados foram tão satisfatórios que o Ministério da Saúde decidiu ampliar a decisão para todo o país com a Portaria  MS-453/98 em 1998

A legislação brasileira, por medida de segurança, exige que seja feito uma série de testes para o controle de qualidade nos equipamentos de radiodiagnóstico.

O que o Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico exige?

Isso inclui a conferência de materiais, testes em avental plumbífero, dosimetria e exposição a radiação, e operação de radiometria ou levantamento radiométrico dos equipamentos de Raio X.

Além desses procedimentos, a legislação brasileira também exige que os profissionais que operam os equipamentos de radiodiagnóstico devem trabalhar a fim de garantir que nenhum erro ou falha ocorra.

E para que eles possam realizar seu trabalho dessa forma, impedindo o risco de contaminação tanto para eles quanto para os pacientes, o treinamento e a capacitação para a prestação de serviços relacionados à proteção radiológica são imprescindíveis. 

Antes da implementação dos equipamentos radiológicos algumas medidas também precisam ser tomadas pensando no Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico

Exemplo disso é o cálculo de blindagem, a soma de vários dados específicos para adequar a blindagem a à radiação emitida por cada equipamento. Assim é possível minimizar os riscos de contaminação por radiação e atender à todas as regras de segurança exigidas.  

Por que implementar?

Um dos efeitos de todas essas ações é aumentar a qualidade das imagens e a eficiência dos exames a tal ponto, que a necessidade de repetição dos procedimentos se torne mínima, trazendo assim mais economia e eliminando a necessidade de ter que suceder o paciente à exposição mais de uma vez. 

A economia também acontece porque esse controle mais rígido torna a vida útil dos aparelhos mais longa, fazendo com que ele precisem ser trocados num espaço de tempo maior. 

Os estabelecimentos comprometidos com a proteção radiológica, tais como, hospitais, clínicas, laboratórios, consultórios médico e médico veterinários, tem muito o que ganhar em termos de confiança e credibilidade ao aderir ao PGC, Programa de Garantia de Qualidade em Radiodiagnóstico

Empresa de proteção radiológica

A Proteg é uma empresa de proteção radiológica habilitada para implementar o Programa de Qualidade em Radiodiagnóstico. realizando um acompanhamento de todos os equipamentos já existentes no local, estabelecendo uma ordem para os testes e eventuais manutenções. 

Da mesma forma, realizamos também a verificação dos equipamentos recém-adquiridos para que eles possam ser aprovados para o uso ou não.

Leia também sobre a importância da proteção radiológica.

Entre em contato com a Proteg para saber mais sobre o Programa de Qualidade em Radiodiagnóstico e a vestimenta plumbífera e peça um orçamento.